Clínicas da Família alcançam 96% de aprovação


em 24/02/2014

Pesquisa realizada pelo IBAP-RJ (Instituto Brasileiro de Administração Pública e Apoio Universitário do Rio de Janeiro) constata que 96,6% da população aprovam os serviços prestados nas clínicas da família administradas pelo Instituto de Atenção Básica e Avançada à Saúde (Iabas). O relatório ainda traça um perfil socioeconômico dos usuários das unidades e apresenta sugestões para tornar o serviço ainda mais eficiente.

Para a elaboração do estudo foram feitas 403 entrevistas, entre 25 de setembro e 7 de outubro, nas 21 clínicas da família inseridas nas áreas programáticas 4.0, 5.1 e 5.2. O levantamento do IBAP-RJ aponta que 90,8% dos usuários elogiam o atendimento por ter seus problemas resolvidos logo na primeira consulta. Outro índice que contribuiu para o elevado grau de satisfação foi a facilidade em marcar visitas médicas, destacado por 84,4% dos entrevistados. Destaque para Bangu e região (AP 5.1), onde a aprovação chegou a 91,7%. Vale ressaltar que o coeficiente de confiança é de 95%.

Através da pesquisa, o Iabas conta agora com um perfil do usuário das clínicas da família. Mais da metade das pessoas que buscam atendimento são jovens e adultos, entre 21 e 50 anos, que, em grande maioria, recebem apenas um salário mínimo. A principal necessidade das famílias é alimentação, citada por 99,5% dos entrevistados, deixando para trás itens igualmente importantes como remédios, trabalho, tratamento médico, escola, vestuário, casa própria e pagamento de contas de água, luz e telefone.

“A pesquisa indica que, realmente, a população mais humilde está sendo bem assistida pelas clínicas da família. Deu certo a opção da Prefeitura do Rio em ter como parceira de gestão uma Organização Social como o Iabas, ratificando a seriedade e compromisso do Instituto em promover a saúde e o bem-estar da população carioca”, analisa o presidente do Iabas, Eduardo Cruz.

grafico-novo

“A todos que fizeram da Clínica da Família Armando Palhares Aguinaga um lugar popular de atendimento ao público, sem distinção de partido político, classe social e raça. A todos que tornaram este local acolhedor de forma humana, com profissionais qualificados e com vontade muito grande de ajudar as pessoas, provando que realmente a saúde tem cura.

Meus agradecimentos ao coordenador sempre participante e pró-ativo e que tem em sua responsabilidade uma equipe humana que realmente corresponde as expectativas.

Gostaria de agradecer a Doutora Bruna e a sua equipe, que no momento em que precisei de acompanhamento para largar o vício do cigarro, encontrei todo apoio profissional e tranquilidade que me ajudaram. Houve orientação com muito respeito ao paciente que, em um momento difícil, procurou a rede pública como única saída.

Agradeço a todos desta clínica. Vocês fizeram por merecer o meu respeito e toda a minha gratidão. Muito obrigado a todos de coração, hoje não fumo mais e não sou mais depressivo, agradeço a Deus por vocês existirem.

Parabéns de coração. Vocês merecem. Deus abençoe a todos.”

Afonso Ferreira, 55 anos, morador de Realengo.