Abril 5.2: Clínica da Família Agenor de Miranda Araújo Neto – Cazuza


em 09/05/2014

Com a academia carioca funcionando a todo vapor e diversas ações, como um aulão de alongamento pela Semana da Humanização, na qual houve sensibilização e abraço coletivo, a CF Agenor de Miranda merece destaque pelo trabalho realizado no mês de abril, principalmente por sua grande conquista: o resultado obtido com a Campanha de Citopatológico, realizada no dia 05 de abril.

Para tal campanha, as equipes fizeram um levantamento das mulheres da comunidade que não tinham feito o preventivo nos últimos 3 anos. Com base nessa coleta de dados, os agentes comunitários de saúde saíram em visita domiciliar convocando as usuárias para a participação na campanha, que teve todos os profissionais engajados na luta pela prevenção do câncer de colo de útero. Assim a unidade conseguiu realizar 196 exames preventivos atingindo 157% citopatológicos feitos, percentagem essa bem acima da meta estabelecida.

Sabe-se que no Brasil, o câncer de colo de útero é o terceiro mais comum entre as mulheres, mas tal doença pode ser combatida com efetividade se detectada precocemente. O exame é simples – teste citopatológico, conhecido popularmente como Papanicolau – e deve ser feito regularmente por mulheres com vida sexual ativa. Mesmo sendo de tão fácil prevenção, este tipo de câncer representa 10% de todos os tumores malignos e é a quarta causa de morte de mulheres por câncer no Brasil. Por isso se faz tão necessário o alerta através de mobilizações para conscientização e o resultado alcançado pela campanha realizada na Clínica da Família Agenor de Miranda Neto foi de extrema importância.

A gerente da unidade, Carmen Déa, está empenhada em continuar tocando projetos que ganhem a empatia e a adesão da comunidade atendida. Na CF Cazuza atualmente há o “Lar do Idoso”, projeto da Secretaria de Envelhecimento Saudável e Qualidade de Vida, onde são acolhidas pessoas a partir de 40 anos, cadastradas ou não na Clínica da Família. Tal projeto promove a integralidade com a unidade, através da Academia Carioca e das oficinas de artesanato, informática e alfabetização de adultos. Há também atualmente o projeto Rede de Adolescentes Promotores da Saúde, o RAP da Saúde, da Coordenação de Políticas e Ações Intersetoriais da Superintendência de Promoção da Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde e Defesa Civil do Rio de Janeiro em parceria com o CEDAPS, Centro de Promoção da Saúde.

A CF Cazuza foi contemplada com tal projeto por possuir um grupo de adolescentes sólido e participativo – promovem eventos, convocam os usuários para campanhas, entre outras ações. O RAP da Saúde parte do reconhecimento de que o investimento em adolescentes e jovens e a valorização das suas potencialidades, da criatividade e do dinamismo são elementos chave para a promoção da saúde e do desenvolvimento.

Além de tudo isso, a unidade recebeu recentemente o título de Unidade Amiga da Amamentação, pelo conjunto de ações estimuladoras do aleitamento materno. É sabido que tal prática traz inúmeros benefícios ao bebê e a mãe, como a prevenção de hemorragia e consequente anemia materna, pois a sucção do bebê auxilia na contração uterina. O vínculo afetivo entre a mãe e o filho é muito estimulado, há o fortalecimento do sistema imunológico do bebê, protegendo-o contra infecções. Também vale dizer que a amamentação é extremamente prática e econômica, uma vez que o leite é produzido pelo próprio organismo, na temperatura correta. Todas essas informações foram passadas para as mães de forma estimulante e explicativa, uma grande vitória para a unidade.

O IABAS em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro se orgulha do trabalho realizado e parabeniza todos os envolvidos.

rap-da-saude

Rap Da Saúde