IABAS apresenta atuação no projeto Redenção


em 22/09/2017

O trabalho do IABAS no programa Redenção foi apresentado no Seminário Projeto Redenção e a Rede de Atenção Psicossocial, promovido pela Secretaria Municipal da Saúde no dia 14 de setembro. Representantes do Instituto falaram sobre o trabalho do Caps AD Sé e do Núcleo Gestor de Casos da Unidade Helvétia (Caps Redenção).

“O Núcleo Gestor de Casos é uma ideia desenvolvida em parceria ​da Saúde ​Mental ​com a ​Atenção ​Básica especificamente para atender as demandas do programa Redenção. Queremos trazer para discussão a complexidade dos casos no território”, explica Juliana Marin, apoiadora de Saúde Mental do IABAS no Centro. O objetivo é garantir que, após a alta, os pacientes recebam o encaminhamento adequado.

Implementado no dia 28 de junho, o Núcleo Gestor é composto por uma equipe multidisciplinar de 8 profissionais e sediado no Centro de Atenção Psicossocial AD Sé. Todos os profissionais que compõem o núcleo já atuavam no território e têm experiência com a população da área.

Dessa forma, com o acompanhamento adequado do usuário, é possível garantir que haja uma reinserção psicossocial do paciente no território de origem, não no território de uso. Essa é uma forma de evitar que o paciente do programa entre num ciclo de internação, alta e recaída para, após um tempo, voltar novamente à internação.

São Paulo tem cerca de 15 mil pessoas em situação de rua, mu​​itos deles na região central, e 84% delas têm alguma necessidade de atenção psicossocial. E cada região, afirma Isadora​ ​Simões, supervisora do CAPS AD Sé​, tem uma especificidade de casos.

Por isso, é tão importante estimular o protagonismo dos pacientes durante os tratamentos e​ ​garantir o acesso de usuários ao apoio psicossocial, com unidades de “portas bem abertas” como está estruturado o CAPS AD Sé. “​É uma unidade aberta 24 horas por dia, e que tem disponibilidade para acompanhar casos novos e vigentes”​, conforme ressalta Isadora​.