AVISO: Todos os candidatos aprovados serão convocados por correspondência direta, por meio de Carta ou Telegrama com Aviso de Recebimento (AR) encaminhado para endereço informado no ato da inscrição. É de inteira responsabilidade do mesmo atualizar suas informações de endereço junto ao Instituto.

Capacitação de Recursos Humanos

EDUCAÇÃO PERMANENTE EM SAÚDE

Em outubro de 2013, as unidades de saúde da Zona Oeste aderiram à campanha Outubro Rosa. Na clínica da Família Padre José de Azevedo Tiúba, no bairro Gardênia Azul, em Jacarepaguá, estão sendo realizadas diversas atividades em prol da valorização da mulher. Até final de outubro, as mulheres que foram à unidade puderam realizar o exame colpocitológico (preventivo) de modo simples, sem precisar agendar horário.

As oficinas possuem duração variada, podendo chegar a 20 horas, e sempre são ministradas por profissional com experiência na área. Ele apresenta os procedimentos já estabelecidos e organiza debates sobre o tema. Tendo como base as ações praticadas no dia a dia, os profissionais concluem os cursos sabendo exatamente onde podem agir e o que devem melhorar. Os resultados logo aparecem, seja com a criação de novos protocolos de atendimento, ou até mesmo aumentando o número de diagnósticos precoces do problema detectado.O Iabas oferece cursos variados abrangendo todos os setores das unidades de saúde. Entre os mais procurados pode-se destacar os cursos de treinamento e processos cirúrgicos, transporte de paciente em unidade móvel, segurança e saúde no trabalho, prevenção e combate a incêndio, manejo clínico da dengue e técnicas de curativo, que somente este ano já formaram mais de 800 profissionais. O Iabas já ofereceu 250 treinamentos entre 2011 e 2013, para mais de 10.000 colaboradores, alguns desses treinamentos foram realizados em parceria com as Coordenações das áreas programática da 4.0, 5.1 e 5.2

Todas as atividades de Educação Permanente são avaliadas de forma positiva pelos funcionários e colaboradores do Iabas, visto que os cursos colaboram no crescimento profissional e pessoal.

HISTÓRICO

Desde 2011 o Iabas busca capacitar os recursos humanos de sua Organização, com cursos de curta duração realizados nas próprias unidades.

Em 2011:

  • Antibioticoterapia
  • Arritmia cardíaca
  • Aspecto ético da enfermagem
  • Biossegurança
  • Capacitação de Dengue
  • Cetoacidose
  • Choque Hipovolêmico
  • Choque Séptico
  • Cuidados com paciente vítima de AVE
  • Cuidados com paciente vítima de IAM
  • Cuidados dos pacientes vítimas de choque cardiogênico
  • Curativo
  • DHEG
  • Diarréia Aguda e Desnutrição
  • Doença de Notificação compulsória
  • DPOC
  • EAP
  • Emergência Psiquiatrica
  • Endocardite
  • Escala de Sedação
  • Esterilização de Artigos
  • Fraturas
  • Hemorragia Digestiva Alta
  • Humaniza SUS
  • Humanização na assistência de enfermagem
  • ICC
  • Infecção Hospitalar
  • Insuficiência Respiratória Aguda
  • Medicações utilizadas em UTI
  • Meningite
  • PAF
  • Pancreatiti
  • Parto de emergência
  • PCR
  • PCR em criança e neonato
  • Pneumonia
  • Politrauma
  • Queimaduras
  • Revisão de Termos
  • Revisão dos módulos ventilatórios
  • Sinais e sintomas que indique óbito
  • Trauma Crânio Encefálico
  • Treinamento de Ventilador Mecânico
  • Vias de administração de medicamentos

Em 2012:

  • Absenteísmo
  • Acidente vascular encefálico – ave
  • Acolhimento com classificação de risco pediátrico
  • Atendimento em urgência e emergências obstétricas
  • Atualização em assistência farmacêutica
  • Bronquiolite
  • Capacitação do uso de planilhas de cid e censo
  • Colpocitológico dasa
  • Coma diabético
  • Crise hipertensiva
  • Diluição de medicação em pediatria
  • Dst/aids/abordagem sindrômica
  • Edema agudo de pulpão (eap)
  • Esterelização
  • Ética profissional
  • Ética profissional e abordagem ao paciente
  • Ferramenta vita care
  • Formação de membros da cipa
  • Fundoscopia prático / teorico
  • Gerenciamento de questões de conflito
  • Gerenciamento de resíduos e preenchimento de manifesto
  • Hanseníase
  • Hepatites virais
  • Imobilização em fraturas
  • Iubaam – aleitamento materno
  • Infarto agudo do miocardio e utilização de troboembolíticos
  • Insuficiência renal crônica – irc
  • Interpretação de exames laboratoriais
  • Interpretação rápida de ecg
  • Intoxicaçao exógenea
  • Leptospirose
  • Manejo clínico da dengue
  • Manutenção da vida – urgencia e emergência
  • Orientação de recebimento de equipamento com ordem de compras
  • Pequenos procedimentos cirurgicos
  • Pneumocitose
  • Pop ponto eletrônico
  • Prevenção cancer de mama
  • Prevenção e combate a incêndio (realizado quando há vencimento dos extintores)
  • Procedimentos de gestão de pessoas
  • Punção venosa profunda (aula prática)
  • Reação anafilática
  • Relacionamento interpessoal
  • Rotinas de dp
  • Rotinas de farmácia
  • Saber saúde
  • Sinais de violencia e orientações complementares
  • Sistematização da assistência de enfermagem – sae
  • Tabagismo
  • Técnica de administração de medicação intra-óssea
  • Treinamento de prevenção de acidentes
  • Tuberculose
  • Urgência/emergência

Em 2013:

  • Curso de prevenção e combate a incêndio
  • Segurança e saúde no trabalho
  • Treinamento de formação de membros da cipa
  • Segurança do trabalho e prevenções de acidentes
  • Introdutório ACS
  • Controle de absenteismo
  • Ferramenta vita care
  • Rotinas de dp
  • Capacitação sobre descentralização do atendimento ao paciente hiv
  • Manejo clínico da dengue
  • Capacitação do teste do reflexo vermelho para médicos
  • Educação permanente em pré-natal
  • Educação permanente em diagnósticos e tratamento de síflis
  • Treinamento de sisreg (sistema de regulação de vagas)
  • Treinamento de ppd
  • Fluxo de rh
  • Atualização em coleta de urina
  • Demências e agitação psicomotora
  • Tratamento em feridas
  • Condutas em cuidados paleativos
  • Benefícios para pacientes crônicos e violência ao idoso
  • Treinamento em bls – suporte básico a vida
  • Nutrição – mitos e verdades sobre alimentação, desnutrição e suplementos alimentares e tratamentos da osteoporose
  • Ficha sinan (conceitos sobre os tipos de violência, preenchimento e fluxo da ficha )
  • Planilha de controle das salas, obitos e transferencias
  • Projeto cegonha carioca
  • Assistencia hospitalar ao idoso internado
  • Infarto agudo do miocardio e indicação de administração de trombolítico
  • Humaniza sus
  • Sus – sistema único de saúde
  • Gerenciamento de resíduos, preenchimento de manifestos e apresentação das planilhas do lixo
  • Política nacional da humanização e da gestão sus
  • Diluição e preparo correto dos medicamentos e drippings
  • Parada cariorespiratória
  • Situação de trabalho da assistente social
  • Dengue
  • Reciclagem sobre ética profissional e abordagem ao paciente
  • Coagulação x medicação
  • Pedofilia, abuso sexual, notificações
  • Ventilação mecanica
  • Transporte de paciente em unidade móvel
  • Organização do same
  • Bronquiolite
  • Acidente vascular cerebral
  • Hipoglicemiantes
  • Estatuto da criança e do adolescente – eca
  • Suporte no atendimento cardiológico avançado
  • Transporte e imobilizações de vítimas
  • Suporte avançado das vias aéreas
  • Tromboembolismo pulmonar
  • Reação anafilática
  • Violencia contra a mulher
  • Meningite
  • Edema agudo pulmonar
  • Atendimento ao queimado
  • Curativo em pé diabético e coma diabético
  • Paf (perfuração por arma de fogo ) e interpretação de ecg (eletrocardiograma)
  • Classificação de risco
  • Antiflamatórios
  • Identificação do iam (infarto agudo do miocardio)
  • Orientação equipe de higienização
  • Cat(comunicação de acidente de trabalho) / bae (boletim de atendimento de emergência)
  • Gerenciamento de resíduos
  • Ética
  • Assistencia de enfermagem ao paciente com cirurgia bariátrica
  • Insuficiencia renal crônica
  • Hanseníase acs
  • Tuberculose
  • Atualização de asma e dpoc
  • Risco gestacional
  • Manejo de pacientes com hiv
  • Capacitação violência
  • Hepatite viral
  • Fórum de saúde mental
  • Sistematização do acolhimento
  • Avc hemorrágico e isquemico
  • Influeza
  • Técnicas de realização de curativos
  • Uso de tromboliticos
  • Uso racional de anti inflamatorios não esteroides
  • Administração de conflitos
  • Relações humanas na vida e no trabalho
  • Uso racional de anti hipertensivos
  • Pcr e diluição de medicamentos

PROGRAMAS DE QUALIFICAÇÃO:

Cirurgias eletivas e tratamento de feridas nas Clinicas da Familia – AP 5.2

Objetivo

Começamos a supervisão de cirurgia com o treinamento prático dos médicos de família, da SMS, para os procedimentos cirúrgicos factíveis em ambulatórios das Clinicas da Familia.

Resultados

Realizamos 40 cirurgias por semana, neste treinamento prático, não afastamos os profissionais de seus consultórios, os pacientes agendados eram da área de atendimento dos médicos em treinamento e num período médio de 8 aulas práticas, 2 meses, conseguimos treinar os médicos de família para realizarem os procedimentos cirúrgicos determinados pelo Ministério da Saúde como sendo de obrigação da Atenção Básica.

Processo de padronização do cuidado ao paciente portador de ferida

Objetivo

Propor uma sistematização do cuidado com o paciente portador de ferida nas unidades de saúde de família.

Resultados

Em 6 semanas desenvolvemos um protocolo que permitiu definir uma hierarquia na admissão do paciente com ferida, onde o enfermeiro é o orientador de todo processo, um fluxograma do paciente portador de ferida, as fichas de primeiro atendimento e acompanhamento do curativo, com ênfase a visão holística do paciente, e com os recursos oferecidos nas unidades de saúde da família, um padrão de curativo para cada tipo de ferida dos pacientes atendidos nas unidades básicas de saúde e estabelecer o acompanhamento do paciente depois da alta.

Abordagem terapêutica dos pacientes com traumatismo dentário

Objetivo

Atualização nas terapias aplicadas aos pacientes com traumatismo dentário.

Programa

  • Manipulação dos Tecidos de Suporte
  • Diagnóstico e Atendimento de Emergência em Traumatologia Dentária
  • Tratamento das Lesões Traumáticas em Odontopediatria
  • Avulsão Dentária: Reimplante Imediato X Reimplante – Tardio
  • Prevenção e Educação em Saúde Oral

Parceria

A capacitação foi realizada em parceria com a Sociedade Brasileira de Traumatologia Dentária.

Atualização em Emergência Pediátrica (Caep)

Objetivos

Realizar uma capacitação interativa, levando o conhecimento atualizado para o atendimento das principais enfermidades pediátricas nas UPAs.

Programa:

Procuramos treiná-los, com interatividade, usando casos de atendimento nas UPAs em tempo real. Os principais temas abordados foram: Otites e Sinusite, Pneumonia comunitária, Corpo estranho, Queimado, Exame físico e anamnese, Crise convulsiva, Infecções cutâneas, Parasitose intestinal, Distúrbios respiratórios, Lactente febril, Meningite, Sepse, Doenças exantemáticas, Infecção urinária, Hipertensão na Infancia, Diabetes, Intoxicação exógena, Hidratação venosa, Desidratação, Classificação de Risco, Cirurgia Pediatrica, Trauma, Afogamento, Suporte avançado de vida e Dengue.

Oficina de sífilis

Objetivos

– Dar visibilidade à doença com troca significativa de experiências e ideias sobre o assunto principalmente sobre estratégias para maior captação do parceiro

– Reforçar ações de diagnóstico, prevenção, monitorização, manejo e notificação, uma vez que é o agravo de maior ocorrência nas consultas de pré-natal da AP 5.2.

Parceria

A oficina é realizada em parceria com a Divisão de Ações de Programas de Saúde – DAPS da Área Programática 5.2 da Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro e envolve todas as categorias profissionais da Estratégia de Saúde da Familia.

Programa

Com duração de aproximadamente 5 horas, a Oficina é conduzida por um Facilitador que ao apresentar o tema, enfoca dados epidemiológicos que demonstram claramente a necessidade de mudança no que se refere à forma de abordagem do paciente e seu parceiro. Na seqüência são apresentados de casos clínicos baseados em fatos reais com conseqüente reflexão e correção.
O papel de cada profissional no controle da Sífilis é amplamente discutido permitindo o fortalecimento do vínculo interpessoal, fundamental para trabalho em equipe maximizando resultados.

Resultado

Em setembro de 2013, a Oficina de Sífilis alcançou 100% das 115 equipes dessa Área Programática .
Esses profissionais têm avaliado a atividade de forma positiva, expressando sua motivação com a metodologia utilizada e com a validade do conteúdo abordado tanto para o serviço como para seu crescimento pessoal.

Depoimentos:

Local: CMS Carlos Alberto do Nascimento

Data: 22/08/2012

Comentários e sugestões dos Participantes:

1 – “ Adorei, pois me mostrou o quanto temos que fazer.”

2 – “ Foi muito proveitoso participar desta oficina .”

Local: CF Antonio Gonçalves Villa Sobrinho

Data: 18/09/2012

1 – “ Oficina muito bem apresentada e explicada pela orientadora.”

2 – “ O tema foi muito bem desenvolvido e as informações foram de total importância , me esclareceu e trouxe à luz um tema que há muito tempo fora esquecido por mim… Poremos em prática o conhecimentos para própria aplicação e cuidados e também dos nossos assistidos.”